Pope Francis official portrait by Oscar Casares


"The painting is very beautiful ...! Everyone who saw the work was amazed!"

Pope Francis


                                   Size of painting: 240cm x 180cm 
                           Materials: oil on linen canvas 
                                                      Time table: From September 2013 to April 2014 
                            Total work spent: 2100 hours

         

Vatican City

December 10, 2014

Pope Francis meets Oscar Casares and exposes His portrait in St. Peter’s Square

 

One of the most impressive moments was seeing the painting surrounded by security guards out of the Basilica to St. Peter’s Square filled with thousands of people

 

Oscar Casares talking to the Pope between the press and security

 

 

 

 

Pope Francis watching His portrait by Oscar casares 


t

Portrait of His Holiness Pope Francis by Oscar Casares in the Galleria dei ritratti dei Pontefici - Musei Vaticani/Palazzo Apostolico di Castel Gandolfo.

galeria2

                                                                                                 Musei Vaticani

                                                                                         Alessia Giuliani/Cpp


Pope Francis offered to Oscar Casares a beautiful remembrance.

Within a silk box with the Papal insignias is a silver Rosary with wooden beads.

Pope Francis coat of arms are engraved in two places: In front of the medal and in the back of the Crucifix.

 


Memória Descritiva do Retrato de Sua Santidade O Papa Francisco
"Miserando atque elegendo Franciscus"
 


0. Porquê O Papa Francisco?

 Sua Santidade O Papa Francisco é uma figura incontornável da Igreja Católica que inspira a contemporaneidade pelo seu exemplo de profundidade, simplicidade e justiça social.
 Assume como Seu o modelo de São Francisco de Assis, desenvolvendo uma forte identificação com os problemas dos Seus semelhantes e com a Humanidade do próprio Cristo, salientando a bondade e a maravilha da Criação.
 Posso afirmar que a visão de Francisco reflete-se positivamente sobre a Natureza e o Homem, impregnando a imaginação de toda a Sociedade, sendo uma das forças motrizes que alicerçam o seu sentido ético. 
 Eleito Papa com o nome de Francisco, evoca uma Igreja pura, santa, pobre e verdadeiramente cristã.

 "Miserando Atque Eligendo" (Com misericórdia o elegeu), foi retirado de uma homilia de São Beda, o Venerável, (Hom. 21; CCL 122, 149-151) que, comenta o evangelho de São Mateus (Mt 9,9), escrevendo "Vidit ergo lesus publicanum et quia miserando atque eligendo vidit, ait illi Sequere me' ("Viu Jesus a um publicano e, olhando-o com misericórdia, o elegeu e lhe disse: siga-me"). Este lema, presente na Liturgia das Horas da festa de São Mateus, é um tributo à Misericórdia Divina, tendo um significado especial e particular na vida e no itinerário espiritual do Sumo Pontífice.

Na Composição da pintura, constarão os seguintes elementos:

 1. Papa Francisco em primeiro plano;
 2. Elementos da composição e sua simbologia;
 3. Categoria e detalhes técnicos.

 1.1. Na pintura O Papa Francisco surge com a Sua veste completamente branca (Sotaina) e está representado com um estilo despojado embora sentado no trono Papal. Este trono forrado a veludo vermelho (cor que recorda o sangue derramado pelos primeiros mártires cristãos)  com esculturas em madeira dourada ( representações do seu brasão de armas ) é usado para todas as liturgias Papais, em vez da simples cadeira branca.
 Originalmente elevado acima de uma plataforma, aqui esta foi retirada simbolizando a singeleza e pragmatismo assumidos pelo Sumo Pontífice.

 1.2. O Crucifixo de aço que enverga é o mesmo que utilizava enquanto Cardeal de Buenos Aires. A Cruz peitoral do Papa apresenta um Cristo com os braços cruzados segurando uma ovelha aos ombros e uma pomba reflexo do Espírito Santo. No entanto, se analisarmos ao detalhe conseguimos observar um rebanho em forma triangular em direção à pomba. No centro da cruz está a cabeça de Cristo que simboliza a mente de Deus. As Suas mãos a agarrar a ovelha recorda Cristo a agarrar toda a Humanidade, o rebanho do Pastor, os filhos dos Homens que são filhos de Deus.
 Na pintura, Francisco não usa o tradicional anel de ouro, mas sim, um anel de prata.
 Este é usado diariamente e é chamado de anel conciliar.

 1.3. O enigmático sorriso e doce olhar do Santo Padre foram estudados de forma a causar uma ilusão de ótica ao espectador. O olhar por exemplo, se observado de qualquer ângulo, parece seguir o observador.

 1.4. Decidi retratar O Santo Padre com óculos, porque ao recordar a obra de Conrad von Soest "O Apóstolo dos Óculos" levou-me a associar a simbologia destes, à Cultura, Leitura, Ciência e Sabedoria.
 Também é sabido que os monges eram, sobretudo, os utilizadores mais frequentes deste objeto, por passarem horas a trabalhar em grandes bibliotecas.
  A existência dos óculos remonta aos antigos egípcios no século V a.C. 

 1.5. Somos atraídos também pelos seus gastos sapatos pretos que simbolizam a sua jornada e o difícil trilho que terá de suportar enquanto Papa.

 2. Nesta obra as formas geométricas da composição, o realismo e a abstração confrontam-se.

 A linha também tem o seu significado. A linha reta sempre foi no urbanismo do ocidente um símbolo da razão, um símbolo da racionalidade humana e um símbolo do poder.


 2.1. A geometria está camuflada pela textura do mármore que preenche as formas.
 Desde as eras mais remotas, o mármore sempre deixou a sua marca na lembrança dos povos, sendo sempre utilizado pelo Homem como símbolo Histórico, que através das suas obras, edificações e registos, marcaram os limites dos diversos períodos que as civilizações construíram, desde o Paleolítico até nossos dias.
 O mármore para além de simbolizar a longevidade, está associada ao aperfeiçoamento das linhas de pensamentos cada vez mais aprimoradas para o intelectual Helenista, a predominância do ritmo, do equilíbrio, da harmonia ideal, racionalismo, resumindo, o interesse pelo ser Humano.
 Foram os Gregos que iniciaram o desenvolvimento da arte de esculpir o mármore, surgindo o movimento estatuário, com esculturas Humanas, e seguindo sempre as linhas da simetria, e do equilíbrio.
 Também foi no período Helenístico que a arte criativa teve o seu auge de grandes inspirações, a liberdade do indivíduo manifestar os seus talentos.

 2.2. Toda a composição projeta o olhar do observador para a figura central - O Papa tem os pés sob o circulo que marca o centro do pavimento. O circulo está associado ao ponto e ambos podem ser considerados como sinais supremos de perfeição, união e plenitude. Também é sinónimo de movimento, expansão e tempo. Representa ainda o céu e o firmamento.

 2.3. No canto superior direito podemos observar uma pomba envolvida por uma luz dourada. Esta voa em direção a Francisco simbolizando a benção do Espirito Santo.

 2.4. A facha em tons de amarelo que se destaca na composição representa a Santíssima Trindade.

 3. Este retrato pode ser classificado como Arte Fantástica. A fantasia fez parte integrante da arte desde o seu início, tendo sido especialmente importante para o Maneirismo, Romantismo, Simbolismo e Surrealismo. Arte Fantástica celebra a fantasia, imaginação, etc.

 3.1. Para a distribuição de todos os elementos no espaço, foi adotada na composição, a estrutura horizontal, auxiliada por uma vista de cima. A disposição está balanceada pelos jogos de cor e de luz, de forma a destacar a figura central. Na grandeza dimensional da pintura destaca-se a geometria, a combinação das cores, a visão simbólica e a interação entre a figura e o observador.

 3.2. A pintura está desenvolvida com detalhes cuidados - o cromatismo e minúcia das texturas (marmoreado, tecido, talha, representação da epiderme, etc.), os elementos representados, o colorido e o brilhante ambiente, realçam a figura central.
 O olhar dificilmente consegue abranger a obra como um todo, porém facilmente é atraído pela fisionomia do Santo Padre.

 3.3. Para a distribuição das cores foram adotadas, como inspiração, fórmulas de Rubens, Veronese e Klimt. Os brancos, os Dourados, as tonalidades de vermelho e castanho, dominam a atenção. 


A pintura e a sua composição são absolutamente originais e não uma reprodução a partir de fotografias.



Comentário de Sua Ex.ª Reverendíssima Senhor 
D. Jorge Ortiga
Arcebispo Primaz de Braga e das Espanhas:

 A história da humanidade é marcada por personalidades que, pelo seu testemunho e palavra, suscitam uma nova era de esperança. O Papa Francisco já entrou no coração da humanidade e pode parecer não ser necessário reproduzi-lo em retracto, pois ele vale já pela sua voz e pela sua presença atenta ao realismo humano.

 Quando alguém coloca a sua causa ao serviço da humanidade para dar um cunho original de interpretação da sua vida, em detalhes e pormenores que parecem imperceptíveis, está a tornar mais perceptível uma mensagem que importa, continuamente, descodificar. Poder ver e apreciar, torna-se um alerta para que a sua vida seja imitada e não só admirada com palavras de circunstância.


 O valor do maravilhoso retracto de Oscar Casares está aqui. A expressividade do conjunto e o cuidado dos pormenores tornam o retracto uma referência na dimensão artística mas particularmente nas ressonâncias que poderá suscitar em quem o presenciar.

 Pessoalmente, congratulo-me com o talento e faço votos para que a tela se torne ressonância duma vida que fala, mesmo no silêncio.


4 de abril de 2014.

+ Jorge Ortiga, A.P.









Termos de utilização  |  Homepage  |  Favoritos